Adrian rouba a cena e garante título da Supercopa da UEFA para o Liverpool

    Após empate no tempo normal e na prorrogação, goleiro espanhol garante mais um título continental para o Liverpool;

    A cidade de Istambul (Turquia) receberia, na data de 12/08/2019, os campeões da Europa na temporada: de um lado o Chelsea, campeão da Liga Europa, enfrentaria o Liverpool, campeão da Uefa Champions League.

    A equipe de Klopp iria a campo no sistema 4-3-3, tendo o ganês Mané e o egípcio Salah como principais opções ofensivas. O Chelsea, por sua vez, atuaria no mesmo esquema tático, tendo o pivô francês Giroud como referência no ataque.

    Os Blues sairiam na frente, aos 36 minutos da primeira etapa: após jogada individual do ponta norte-americano Pulisic, o atacante francês Giroud se livrou da marcação da zaga adversária e ficou cara-a-cara com o goleiro Adrian, bateu de esquerda no contrapé do goleiro espanhol e abriu o placar, 1×0 para o Chelsea.

    O Liverpool empataria apenas no começo do segundo tempo, aos 2 minutos: o atacante ganês Sadio Mané precisou de duas chances para vencer o goleiro espanhol Kepa e deixar o placar igual neste duelo. Esse placar permaneceria até o fim dos 90 minutos e a partida iria para a prorrogação.

    Já pela prorrogação, o placar viraria a favor do Liverpool, pois, aos 5 minutos, o atacante brasileiro Roberto Firmino (que havia entrado no decorrer da partida) faria bela jogada individual pela esquerda e cruzaria para Mané novamente deixar sua marca na partida, chutando de primeira e sem chances de defesa, 2×1 para o Liverpool.

    Mas, aos 11 minutos, o meia ítalo-brasileiro Jorginho empataria para o Chelsea, após cobrança de penalidade máxima no canto esquerdo do goleiro Adrian, que nem sairia na foto.

    Adrian teria seu momento de glória na cobrança de penalidades máxima ainda. Após seus companheiros de equipe (Firmino, Fabinho, Origi, Alexander-Arnold e Salah) converterem as cobranças para o Liverpool e as cobranças anteriores (Jorginho, Barkley, Mount e Emerson) marcarem para o Chelsea, o goleiro defenderia com o pé a cobrança do atacante anglo-nigeriano Abraham (que foi vice-artilheiro da Championship, atuando pelo Aston Villa na temporada passada). Esta defesa decretaria o final da partida, com direito ao quarto título da Supercopa da Uefa pelo Liverpool.

Veja mais:

Van Dijk conquista seu primeiro título pelo Liverpool

Relembre a carreira de Djibril Cissé

Klopp quebra tabu e conquista a Uefa Champions League

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: