A POTÊNCIA QUE QUEBRA TABUS

Meu amor, não se sinta triste com minha ausência, estou sempre fora daqui por esse ser meu mundo e outro o teu destino; talvez quem sabe, por conta do divino, possamos nos se apossar, contudo, por enquanto, deixe-me te olhar, tocar, te fazer sentir valer a pena me amar.

Cheguei meu universo; hoje é o encontro entre dois cometas de uma mesma estrela.  Esse momento é especial, eternizaremos a memória; pedi que as horas no relógio parassem para que essa noite fosse perpétua.

Me permita te tocar, beijar, despir sua roupa, deixar-te nua, enlouquecida de tesão, paixão,  libido, vontade de potência, de se dá por inteira.

Deixe-me te envolver com meus braços, te tocar, acariciar, deixar-te molhada de prazer por um anseio por penetrar.

Sente-se no meu colo, vire-se para mim, me olhe nos olhos sem se mover, sinta-me aos poucos entrar em você, totalmente um dentro do outro cada vez mais juntos.

Me beije, aos poucos me sinta tocar sua alma, sinta o espírito, somos um, somos a realização do desejo, somos cadáveres adiados, não temos tempo para deixar de dar gargalhadas.

Sinta-me por dentro, agora domine o jogo, sacia tua sede, se delicie no gozo sem parar, com teus aís e gemidos, revela sua pureza sensual, tua total nudez.

Somos um, somos uma só carne a partir daqui, sem explicação para a força que nos une desde os séculos passados, parece que já nos conhecíamos, portanto sacia tua fome.

Sou todo seu, deixa que a noite descansa no silêncio, enquanto nós em divinal ato sob a  bênção divina, nos tornamos fortes em união, amor e paixão.

Se te faltarem palavras, pode então chorar de prazer, gemer, tocar, enfim, fazer, se solta em nosso universo, em meus braços faça o que sua fantasia pedir, vai, clímax está próximo.

Permita-me te levar ao orgasmo pleno, máximo para uma mulher, até às alturas te fazer enlouquecer, gritar de tanto tesão e amor, assim te fazer subir ao ponto dê com os dedos tocar os céus e com a ponta dos lábios beijar as estrelas.

Enfim, depois de tantas horas de intenso amor, de realizar fantasias e saciar-te, deite-se em meus peitos, descanse, deixe te fazer carinho, se quiser pode dormir, depois vamos nos vestir e partir para as estradas da saudade, eternizar e com a lembrança sentir, poder tocar…

Poeta : Nilo Deyson Monteiro Pessanha

( No Google pesquisem: Poesias Nilo Deyson )

 


TAG

FILÓSOFO, ESCRITOR, POETA, COLUNISTA & PALESTRANTE. Fundador da Filosofia da imparcialidade participativa. Autor do livro de Filosofia Todos os Corações do mundo, e do Livro O Teatro da vida e a interpretação das coisas, quem nos garante ser verdade das coisas. Membro de diversas instituições culturais como por exemplo, é imortal acadêmico da Academia de Letras do Brasil seccional Campos dos Goytacazes, é imortal Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 , Fundador do NAISLA, Núcleo Acadêmico Italiano di Scienze, Littere e Arti. Membro de diversas instituições. Nilo Deyson Monteiro participou de diversas antologias, periódicos e muitos de seus trabalhos acadêmicos estão no Google ao pesquisar Filósofo Nilo Deyson.

Diga-nos o que achou do post: