6 dicas para conservação de um automóvel

Apaixonados confessos por carros, mesmo assim, a verdade é que os motoristas não fazem a conservação de veículos da forma adequada. E você, será que está cuidando corretamente de seu carro?

Uns cuidam mais da parte mecânica, outros mais da estética e outros nem sabem por onde começar, o que resulta em carros rodando sem os cuidados básicos, tanto com o motor, como com a lataria.

E nem adianta mais colocar a culpa na falta de tempo, pois hoje o que não faltam são opções de serviços oferecendo cuidados básicos, como os de proteção veicular, que podemos encontrar em qualquer canto do país, bastando pesquisar pelo local onde mora, por exemplo, proteção veicular duque de Caxias.

No mais, podemos oferecer alguns cuidados sem que isso exija grande tempo ou esforço, e que ajudarão a fazer com que o carro esteja sempre seguro e com cara de novo.

1. Confira a água e o óleo

Básico dos básicos, é preciso checar água e óleo sempre antes de sair de casa, e na hora de verificar o óleo, lembre-se de ter em mãos um pano limpo ou um papel toalha para limpar a vareta medidora. É um cuidado simples, mas que evitará ser pego de surpresa, com o motor fervendo em função do nível baixo d’água e de óleo também, podendo queimar as juntas do cabeçote, que vai pesar no bolso.

2. Faça a troca de óleo

E não só é preciso verificar o nível de óleo, também é preciso realizar a sua troca no tempo certo, geralmente, a cada 5 mil km rodados. Do contrário, o filtro acumulará  impurezas, tornando a graxa ainda mais viscosa e, com o passar do tempo, o motor do seu veículo pode fundir. Por isso, não deixe de fazer a troca de óleo do motor.

3. Troque os filtros

É importante realizar, feita a cada duas trocas de óleo, a troca de filtro de óleo também, já que esse item é o responsável por filtrar as impurezas que passam pelo circuito de lubrificação do motor.

4. Mantenha os pneus calibrados

É fundamental também realizar a calibragem adequada dos pneus, para garantir a segurança do veículo. Caso não esteja com as libras indicadas pelo fabricante, o automóvel perde a sua aderência ideal ao asfalto, interferindo na estabilidade do veículo.

Isso sem falar que a calibragem incorreta impacta também na autonomia do combustível, ou seja, estando abaixo do ideal, o carro fica mais pesado, fazendo com que consuma mais do que o normal. Por isso, não deixe de fazer a calibragem dos seus pneus.

5. Lave o carro com frequência

Não apenas pela questão estética, mas para garantir que a pintura e os outros componentes tenham maior durabilidade, é fundamental lavar o carro frequentemente,

Utilizando sempre produtos específicos, ou seja, da linha automotiva.

6. Use bons combustíveis

Ok, o preço dos combustíveis está lá nas alturas, mas nunca escolha o local de abastecimento pelo valor, geralmente, um custo muito abaixo do valor do mercado pode esconder um combustível adulterado. Por isso, procure abastecer em diferentes postos e verificar o comportamento do veículo. Se o carro começou a engasgar, ou o combustível rendeu menos, então, provavelmente, ele pode ter sido adulterado, que acaba danificando o motor.

Se não conhecer, converse com vizinhos e amigos e procure só abastecer em postos de confiança.

 

E é isso, no mais, embora não esteja entre as dicas, vale uma recomendação que vale ouro: invista em manutenção preventiva que acaba saindo bem mais em conta do que manutenções corretivas, sem falar que o seu carro ficará mais seguro.

 

 



Diga-nos o que achou do post: