Sintomas e tratamentos do câncer de próstata

Sintomas e tratamentos do câncer de próstata

Localizada logo abaixo da bexiga, na frente do reto e da uretra, a próstata é uma glândula que apenas os homens têm e ela é a responsável pela produção do líquido seminal, mais conhecido como sêmen, e que nutre os espermatozoides.

Se as células dessa glândula começam a se multiplicar e a crescer de forma descontrolada, um tumor se desenvolve na área. Isso acontece com mais frequência em homens com a faixa etária acima de 50 anos. Estatísticas recentes apontam que ele é o segundo câncer que mais mata no Brasil, além de atingir um em cada seis homens.

Como é o diagnóstico do câncer de próstata?

Segundo o Dr. Paulo Salustiano, urologista no Rio de Janeiro, “Como o câncer de próstata não tem sintomas em sua fase inicial, normalmente o diagnóstico é suspeitado através do exame de toque retal e da dosagem do PSA. Quando esses exames estiverem alterados, indica-se a biópsia prostática via retal, e esta sim fechará o diagnóstico definitivo”

Sinais do câncer de próstata

Normalmente, quando o tumor ainda está no início, o paciente não costuma sentir nada. Após um período, é comum haver dificuldade de urinar e ter alguma obstrução urinária e mais frequentemente, dores ósseas. Mesmo que seja raro, pode ocorrer sangramento na urina.

“Nos pacientes cuja doença já atingiu estágios mais avançados, há a incidência de dor na lombar, na bacia e nos joelhos, problemas na ereção e sangramento na uretra”, explica o urologista.

Como tratar o câncer de próstata?

A forma de tratamento dependerá de alguns fatores, como idade, condição do paciente, estágio da doença, entre outros. É possível fazer radioterapia, quimioterapia e também a cirurgia de prostatectomia.

É possível prevenir?

A ciência ainda não descobriu uma forma exata de prevenção ao tumor na próstata, porém, alguns hábitos ajudam a manter sua vida mais saudável, diminuindo o risco de enfermidades como essa. Seguir uma alimentação regrada, como foco em vegetais e frutas é um bom começo. Além disso, a prática regular de exercícios físicos é uma grande aliada do seu organismo.

Para finalizar, Dr. Paulo faz uma ressalva: “Entretanto, o mais importante é sempre buscar orientação médica preventiva. Por isso tantos especialistas dizem que é necessário criar uma rotina de consultas, mesmo que não haja nenhum sintoma, já que muitas doenças, como o câncer, são silenciosas no seu início”.

0