Interior reduz homicídios, roubos e furtos de veículos em novembro

Interior reduz homicídios, roubos e furtos de veículos em novembro

Regiões do interior paulista também diminuíram crimes envolvendo veículos no ano, que teve recorde de prisões realizadas pelas polícias Civil e Militar

O interior do Estado de São Paulo apresentou uma redução de casos e vítimas de homicídios dolosos e roubos a bancos em novembro. O ano acumula uma queda de casos de latrocínio e aumento na produtividade policial, com um recorde de prisões realizadas pelas polícias Civil e Militar.

Os casos de homicídios dolosos caíram em novembro. O total de ocorrências diminuiu de 146 para 144, numa redução de 1,37% – equivalente a dois registros. De janeiro até o mês passado, houve aumento de 1,69% no total de boletins desse tipo (de 1.712 para 1.741), com 29 casos a mais.

Já o total de vítimas de homicídios dolosos recuou 1,95% em novembro, passando de 154 para 151. Com isso, foram poupadas três vidas. Em 11 meses, a quantidade de mortos aumentou 1,46%. Os cenários de homicídios dolosos em novembro têm as menores quantidades desde 2001.

Com a redução dos homicídios dolosos no mês, o interior do Estado de São Paulo alcançou novamente os índices mais baixos da série histórica. Nos últimos 12 meses (de dezembro de 2015 a novembro de 2016), as taxas foram de 8,33 casos e 8,61 vítimas de homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes.

As extorsões mediante sequestro aumentaram de zero para um caso em novembro. Em 11 meses, o número subiu de nove para 13 registros. Os estupros aumentaram 7,07% no mês e 7,21% no ano.

Crimes contra o patrimônio

Os roubos de veículos caíram 5,71% em novembro (de 1.524 para 1.437), chegando ao menor número desde 2011. Em 11 meses, foi registrado um recuo de 3,78% (de 15.539 para 14.952). O número do ano é o menor desde 2010.

Com relação aos furtos de veículos, a queda foi de 5,38% e o número de casos caiu de 3.715 para 3.515 em novembro – o total mais baixo desde 2011. Foram 200 ocorrências a menos. Já no período acumulado do ano, o índice caiu 2,61%, alcançando 39.369 registros, o menor número em seis anos.

O número de casos e de vítimas de latrocínio ficou estável, com nove registros em novembro de 2015 e em novembro deste ano. No ano, o total de casos aumentou 3,76% e o de vítimas, 5,11%.

Os roubos a bancos caíram de seis para quatro casos em novembro no interior, e subiram 10,91% no ano. Os roubos de cargas aumentaram 31,82% no mês e 17,59% no período acumulado.

Os furtos em geral aumentaram 5,89% no mês e 4,32% de janeiro a novembro. Já os roubos em geral subiram 5,00% em novembro e registraram alta de 8,74% de janeiro a novembro de 2016 comparado ao mesmo período de 2015.

Produtividade policial

O trabalho das polícias estaduais resultou em um aumento de 4,53% no total de prisões em novembro. O número chegou a 9.272 no mês. De janeiro até o mês passado, houve alta de 3,00% – passando de 102.544 para 105.617, com 3.073 a mais. Ambos os cenários são recordes para os períodos.

O número de flagrantes de tráfico de entorpecentes também aumentou. O número passou de 2.499 para 2.616 em novembro, com alta de 4,68%, levando ao maior total desde 2001. Nos últimos 11 meses, foram realizados 28.619 flagrantes de tráfico de drogas pelas polícias Civil e Militar.

Fonte:SSP

0

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments