Como uma alimentação adequada pode ajudar na osteoporose?

Tem osteoporose? Uma alimentação adequada pode te ajudar a diminuir o número de medicamentos que você precisa tomar. Clique e entenda!

Alimentação para Osteoporose

Você tem ou conhece alguém que tenha osteoporose? A doença, que atinge cerca de 10 milhões de pessoas em todo o Brasil, é a deficiência de cálcio nos ossos, o que os torna mais frágeis e suscetíveis a traumas e fissuras. No entanto, você sabia que uma alimentação mais saudável pode tornar seu corpo mais forte e resistente a esses problemas? A Dra. Flávia Ribeiro Campos Rodrigues, nutricionista da OrtoCenter, clínica ortopédica no Rio de Janeiro, dá algumas dicas de como ter ossos mais fortes com uma dieta balanceada.

Dê preferência a alimentos com cálcio

”Deve-se dar prioridade a alimentos ricos em cálcio”, explica a especialista. “Alimentos como leite e seus derivados, como iogurte e queijo, além de alguns vegetais, como couve, espinafre e brócolis, são ricos nesse nutriente”. A Dra. Flávia também recomenda a ingestão de sementes como amendoim, amêndoas e nozes, e de alguns peixes, principalmente salmão e sardinha.

A doutora ressalta a importância do leite, por ele conter uma alta quantidade da substância – um copo de 200ml tem 238mg de cálcio, o que é uma quantidade alta se comparado a outros alimentos. “Só quem não pode beber leite é quem tem intolerância à lactose. Tirando estas pessoas, todas as outras precisam consumir pelo menos um copo de leite puro pela manhã.”

Ela também recomenda que a ingestão de leite seja feita pela manhã, para que o organismo possa consumir a gordura do leite sem gerar acúmulos indesejados.

Alimentos para evitar em casos de osteoporose

Alguns alimentos precisam ser evitados para que o corpo não perca o pouco cálcio que ainda lhe resta no organismo. Bebidas ricas em cafeína ou com substâncias semelhantes a ela, como o guaraná, chá preto, achocolatados ou refrigerantes de cola são algumas das que estão na lista negra. Bebidas alcoólicas também precisam ser evitadas ao máximo por aqueles que sofrem de osteoporose, ou que tenham histórico familiar da doença.

Também é importante evitar o sal. Segundo a médica, o sal em excesso, além de contribuir com diversos males como a hipertensão e a retenção de líquidos, também facilita a perda do cálcio pela urina.

Antes de começar uma dieta para a osteoporose, procure uma nutricionista

Entretanto, a especialista finaliza com um alerta importante: deve-se sempre procurar uma nutricionista antes de começar qualquer dieta. Isso é necessário porque só este tipo de profissional vai poder montar uma lista de refeições com alimentos que contenham os nutrientes de que você realmente precisa, sem faltar nada essencial: “Na maioria das vezes, quando as pessoas começam uma dieta por conta própria, elas focam em acrescentar ou reduzir um tipo de nutriente, mas a balança acaba sempre pesando para outro. E para um paciente com osteoporose, isso é muito prejudicial.”

0