Como a celulite se forma

Quem não tem celulite, que atire o primeiro buraquinho! Nós, mulheres vaidosas e cheias de amor com o corpo, detestamos esses pequenos edemas que se fixam em nossas células. Passamos horas na academia, buscamos diversos cremes e tratamentos, mas é sempre difícil removê-los por completo. Então, que tal entender mais a fundo sobre como eles surgem e por que são tão difíceis de serem removidos?

O que é a celulite?

A celulite é um edema que surge após uma alteração do tecido celular subcutâneo, que fica logo abaixo da pele, por isso se torna tão evidente. Essa alteração é provocada pelo excesso de gordura, água e toxinas nas células, que ficam endurecidas e deixam desníveis no local com infecção. Além de ser feia esteticamente, essa vilã pode causar dor e desconforto ao usar uma roupa mais justa, e, por isso, precisa ser tratada.

Como a celulite surge

O excesso de gordura que ocasiona a celulite se dá pelo aumento de líquido na região (pernas, barriga, glúteos, panturrilha, braços, entre outros). Ao perceber que esse edema é causado por uma inflamação, nosso organismo forma tramas de colágeno que tentam conter a dor, por isso alguns locais continuam retos, e outros com furos.

As mulheres possuem mais células de gordura que os homens, por isso estão mais propícias a desenvolverem celulites. Os homens têm grande concentração de células no abdômen, já as mulheres, nas coxas e glúteos. Hoje, nove entre dez mulheres sofrem com celulite.

O que agrava a celulite

De acordo com a Dra. Beatriz Medina, cirurgiã plástica no Rio de Janeiro, existem alguns fatores predisponentes e determinantes para surgimento da celulite: Genética, idade, desequilíbrio hormonal, estresse, fumo, álcool, sedentarismo, alterações metabólicas, maus hábitos alimentares, anticoncepcionais, entre outros.

Existem diferentes tipos de celulite, que vão se agravando com o tempo, até entrarem em estágios diferentes, que são:

  • Nível 1: Só é perceptível apertando a pele.
  • Nível 2: As células gordurosas aumentam de volume e os vasos começam a ficar espremidos. Inicia-se o inchaço.
  • Nível 3: As células aumentam, os nódulos mais profundos aparecem e as fibras começam a ficar endurecidas.
  • Nível 4: Inchaço de células acentuado, celulite dura e pele com diversas depressões. Nesse nível a circulação fica comprometida, o que eleva a sensação de cansaço e dor nas pernas.

Tratamentos para celulite

Alguns tratamentos ajudam a tirar essa acentuação que a celulite cria com o passar do tempo. São eles: drenagem linfática, massagem modeladora, ultrassom, terapias por sucção, correntes e tratamentos elétricos, carboxiterapia, além de muito exercício físico e dieta. O tratamento é demorado para remover por completo as celulites, por isso deve ser feito continuamente. Além disso, é necessário seguir uma dieta regrada em acompanhamento dos procedimentos, e continuar com ela após o fim dos tratamentos. Fique atenta aos cuidados!

0

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments